sábado, 3 de novembro de 2012

Uma em cada três crianças no Brasil está com sobrepeso ou é obesa

Tal como a China, o Brasil é um país em crescimento acelerado. Cresce a produção, cresce o consumo, cresce a exploração de recursos minerais, cresce a hipertensão e a obesidade. A obesidade infantil em particular, é já uma preocupação no Brasil de que o documentário abaixo referido a passar brevemente nos cinemas, é mais um sinal.

Uma em cada três crianças no Brasil está com sobrepeso ou é obesa. Mas ninguém nasce consumista.
Na sociedade de modelo ocidental hiperconsumista, o excesso de produção e de capital ditam a necessidade de aumentar a procura dos consumidores. É o aumento constante do consumo que permite manter a máquina a funcionar. A publicidade é assim uma ferramenta que faz aumentar a necessidade de comprar aquilo de que não necessitamos. Os publicitários contam com instrumentos muito sofisticados para induzir as crianças ao consumo. No dia da criança em 2011 no Brasil, 64% da publicidade em 10 canais televisivos monitorizados tinham como alvo as crianças. As crianças até 10 anos não diferenciam o que é entretenimento do que é publicidade. Anunciar para esse público é contra qualquer padrão de sustentabilidade.

Vivemos na sociedade do ter: A criança aprende rapidamente os ideais consumistas ligando a noção de felicidade ou aceitação no grupo à compra das sapatilhas da marca X ou à consola de jogos da marca Y. Essa inversão de valores, do “ter” em vez do “ser”, é consequência da sociedade consumista em que vivemos.

 Mas não há alternativa?



MUITO ALÉM DO PESO from Maria Farinha Filmes on Vimeo.

Sem comentários:

Enviar um comentário